O pensamento sociológico de karl marx




descargar 113.5 Kb.
títuloO pensamento sociológico de karl marx
página4/6
fecha de publicación24.12.2015
tamaño113.5 Kb.
tipoDocumentos
med.se-todo.com > Derecho > Documentos
1   2   3   4   5   6

Reflexões



Os movimentos sociais e as lutas dos trabalhadores encontraram na teoria de Marx um alicerce sólidos para a realização de seus idéias. Durante o século XIX e XX socialistas e revolucionários procuraram aplicar e desenvolver as teorias de Marx e Engels com o objetivo de por fim ao capitalismo e à exploração de uma maneira geral.

Ainda vivo, Marx pode avaliar e analisar16 a experiência do proletariado parisiense que durante 72 dias exerceu o poder, até que as forças da reação destruíssem essa primeira experiência socialista.

No entanto, com o desenvolvimento do capitalismo e sua forma imperialista foi possível ao proletariado vivenciar importantes movimentos, muitos dos quais vitoriosos, ao longo do século XX. O maior e mais influente de todos foi a Revolução bolchevique de 1917.

A árvore do marxismo cresceu e seus galhos se desenvolveram em várias direções. Muitos desses galhos produziram e produzem teorias extremamente ricas e polêmicas, cujos resultados práticos puderam e podem ser observados. Vladmir Illich Lênin, Antônio Grasmci, Georg Luckacs, Rosa Luxemburg, Trotski, Marcuse, Walter Benjamin, Mao Tse-Tung são alguns desses galhos que se desenvolveram e continuam se entrelaçando pelos movimentos, centros de pesquisa, universidades, praças e partidos pelo mundo.

A vitória dos bolcheviques serviu de inspiração para uma enorme quantidade de países onde os movimentos revolucionários desenvolviam estratégias inovadoras no combate ao capitalismo. O resultado desses movimentos foi muito variado e hoje seus resultados não foram radicalmente analisados.

Os sucessos, principalmente materiais, obtidos na construção do socialismo soviético, principalmente até os anos 70 animaram os comunistas em todo o mundo. Mesmo aqueles que progressivamente iam se afastando do modelo soviético – reivindicando outras matrizes socialistas: maoístas, trotskistas, cristãos, cubana, albanesa etc -, mantinham a experiência bolchevique como referência teórica para o debate.

A expansão do mundo socialista significou algo em torno de um terço da população mundial17 em início dos anos 60, consolidando uma parcela importante da riqueza mundial, embora ainda distante dos padrões dominantes nos países capitalistas desenvolvidos.

O modelo gerado em tais países combinou planejamento econômico estatal com rígido controle político, consolidando estados e regimes tipicamente autoritários, o que permitiu a proliferação de um conjunto de teorias, sistemas e tipologias com o objetivo de compreender as sociedades e os estados ali consolidados.

Nos primeiros anos do século XXI, alguns países se identificam com o ideário socialista como a China, Cuba, Coréia do Norte e Vietnam – ainda que mantenham distinções importantes entre si .

Avaliar os resultados e as experiências e, principalmente, as causas dos insucessos é tarefa que ainda esta por ser realizada. No entanto, podemos afirmar que o fato de existirem condições objetivas para que o capitalismo seja superado nem sempre é o suficiente para que os atores sociais alcancem os seus objetivos.

Os homens fazem a história em condições que eles não escolhem, mas que lhes são impostas pela própria história, daí não basta apenas haver condições objetivas para a superação do capitalismo, é necessário que haja um conjunto de fatores que, muitas vezes, fogem ao seu controle e vontade, ou como dizia Engels que a história se porta como um pararelogramo de forças onde o resultado final, muitas vezes, é um lugar onde nenhuma das forças queria chegar.

As revoluções, movimentos e experiências sociais que, de alguma forma, tentaram criar formas de resistência ao capitalismo enfrentaram uma intensa luta de classes em níveis sem precedentes que se manifestaram nas mais variadas formas, desde guerras civis, locautes, golpes militares, guerras, guerras generalizadas, ataques terroristas, terrorismo de estado etc, cujo resultado final nem sempre pode ser antecipado com precisão pelos caminhos da teoria social.


1   2   3   4   5   6

similar:

O pensamento sociológico de karl marx iconEl Capital tomo I karl Marx prologo de marx a la primera edicion

O pensamento sociológico de karl marx iconEl Capital tomo II karl Marx

O pensamento sociológico de karl marx iconEl químico austriaco Karl Bayer patentó en 1889 el proceso para obtener...

O pensamento sociológico de karl marx iconI a história do Pensamento Econômico: um resumo

O pensamento sociológico de karl marx iconEvolucionismo y organicismo sociológico: Herbert Spencer

O pensamento sociológico de karl marx iconCuestionario Sociológico Marzo de 2008 Jacobo López Pavillard

O pensamento sociológico de karl marx iconKarl popper El cuerpo y la mente

O pensamento sociológico de karl marx iconKarl von Eckarthausen. Catecismo de la química superior

O pensamento sociológico de karl marx iconCarlos marx y federico engels

O pensamento sociológico de karl marx iconLa filosofía de Marx El materialismo histórico


Medicina



Todos los derechos reservados. Copyright © 2015
contactos
med.se-todo.com